Boletim Arte na Escola

Nosso Boletim do inverno de 2017 é traçado com finas linhas de bordaduras de muitos quadrantes, jeitos, crenças, gostos, saberes. É nossa maneira de homenagear Leonilson, cuja obra foi pano de fundo (e de frente) para o Prêmio Arte na Escola Cidadã deste ano. E através de sua contribuição tão delicada e forte ao mundo das artes, reportar como estas tessituras chegam à escola, gerando aulas de arte de qualidade.

E por falar em aulas de qualidade, propusemos como tema da seção Polêmica as Artes na BNCC, documento que passa a ditar os caminhos da educação no Brasil. Creio que falta análise das novas contribuições, sem preconceito e maniqueísmo, tomando o todo pelo nome das partes. É importante que o professor de artes, ao preparar seu programa, reflita sobre este novo momento, que pode aportar benvindas mudanças. Ou não.

Costurar estes novos caminhos pode ser um exercício de reflexão e crescimento. Gostaríamos de ouvir mais e melhor o que vocês estão pensando e como se adaptam aos novos tempos. O Boletim é todo ouvidos.

Evelyn Berg Ioschpe
Presidente do Instituto Arte na Escola

Comentários Deixe o seu comentário

  • Nenhum comentário foi encontrado para o conteúdo acima.

Deixe o seu comentário

Os campos assinalados com (*) são de preenchimento obrigatório.




Ainda nesta edição