Forum
Mirca Izabel Bonano

Caríssimos Amigos Professores

Estamos hoje muito felizes em iniciar nosso espaço de encontros...trocas...partilhas...de todas as experiências que vocês desenvolveram desde nosso último encontro presencial em julho de 2006.

Nós do Instituto Arte na Escola, as tutoras Vênera e Rosa, bem como, a Lucimar Bello, desejamos que este  espaço para discussão das propostas e das construções elaboradas por vocês venha contribuir para a transformações e as mudanças...

Sejam muito...muito... bem vindos!!!!!!

 

Forte Abraço,

Equipe Viver Arte Professor

 

Vênera A. Martins De Matos

Demorou mas chegou!!! Estamos com muits saudades e curiosas para saber como anda nosso navio de proposições. Não deixem de nos contar suas experiências e como estão caminhando os projetos.

Um grande abraço a todos

Vênera

Elisabete Ferreira

Oie gente!!! esperoque todos(as) estejam bem!

Nesses últimos 2 meses, trbalahei obras de Djanira Motta e Silva-OLARIA"  , além de expresão plástica eu levei meus alunos  visitar uma olaria . Com essa visita, puderam  comparar a obra de Djanira e as modificações sofridas com o desenvolvimento econômico do país, além  do imaginário trabalhado em sala de aula, os próprios alunos puderam comparar e discutir o que viram. Na olaria eles tb desenvolveram uma expressão plástica usando a terra de preta, vermelha e a ocre  adicionadas em goma arábica para pintar .

Comcluída esta primeira parte, trabalhamos o obra de  Lasar Segall "NAVIO DE EMIGRANTES". Cada aluno teve que observar a obra , estudar um personageme em seguida colocar-se no lugar dele e escrever uma carta para alguém que ficou na Pátria Natal, contado seu histórico de vida(por que saíram de seu país, para onde foram, o  que aconteceu durante a viagem)q, discutimos cada detalhe da mesma, a seguir desenvolveram uma expressão plástica em grupo : confeccionaram um navio de emigrantes com material de livre escolha e neste navio levaram pessoas que tinham afinidades, vínculos afetivos , ou seja eles poderiam levar quem eles desejassem. Eutrabalhei  em ambos a questão do ver e perceber e sentir ...foi muito bom.

Várias classes deram a idéia de  transformar as cartas e as fotos com os navios de emigrantes em livro, cada classe digitaria seua carta e o papel a foto do navio. Estou estudando para congretizar o pedido dos alunos...

Dilúvio de beijos

Bete

Maria Rosa Mazza Chiaravalloti

É um prazer muito grande poder contactar os colegas que fizeram o curso em Julho, e outros que queiram participar desta oportunidade de trocas de experiências, conversas inquietantes e expansão de idéias, que poderão motivar e nutrir nossa trajetória de trabalho! Espero que todos participem para compartilharmos desta grande "aventura" que é educar pela Arte! Saudades e curiosidades,Beijos, Maria Rosa.

Maria Rosa Mazza Chiaravalloti

Olá, Beti,como vai? Então você é quem estreou o forum, sempre dinâmica, com muita vontade, assim que é legal!Senti você bem animada. Fui lendo e relendo, fiquei curiosa para ver as produções dos alunos, se tiver possibilidade, fotografe, o que tiver de registro do trabalho, envie-nos pelo site, sala de aula, "galeria dos alunos", pra podermos compartilhar melhor e trocar nossas impressões dessas realizações. Se não der para enviar-nos, quando tiver  tempo gostaria de saber com mais detalhes o jeito como trabalhou, como os alunos desenvolveram  os exercícios e suas produções. Também pode trazer outras coisas que queira dialogar conosco. Beijos, e parabéns pela trajetória que já está trilhando em sala de aula! Beijos carinhosos.

Maria Rosa.

Eliza Magna Barbosa Mendes

Esses dias eu tava no fórum e encontrei um tema "diário de bordo" e nele, ansiosa que tava, eu me danei a descrever uma pequena experiência que tenho tido nas 3 últimas semanas com o material "ARTE br. Mas aqui eu quero comentar que na minha nova experiência de sala de aula tem uma situação que permeia tudo: A Composição Plástica. Sou professora da disciplina "Plástica I" em dobradinha com um colega professor-arquiteto, o Lula, no curso de Design de Interiores, tecnológico. Nós aplicamos a interdisciplinaridade, através de pequenos projetos que têm em média um mês de duração. Nessa semana os alunos estão concluindo uma composição ambiental que tem como elemento central um aparador, ou console. Nesse trabalho, a experiência do estudo dos elementos que compõem uma obra tem um papel essencial e se mistura com os conceitos da arquitetura, teoricamente e na prática.  O resultado será na próxima semana e eu espero mandar umas fotos pra vcs.  E aí, moçada, tudo bom? saudades de todos e todas as pessoas que conheci naquele curso que, pelo jeito, apenas começou ali. Parabéns, meninas do instituto, bjos pra todos.

.

Cleide Maria De Lima Lopes

Participei do curso e saí bem animada. Comecei a aplicar alguns conhecimentos que vocês me deram. Sou muito ansiosa e queria que tudo fosse muito rápido, como tudo tem seu tempo eu não quis esperar, com isso obtive resultados negativos que estão servindo agora de apoio para recomeçar. Achei que dois meses fosse suficiente, mas está faltando pouca coisa para terminar. Não consegui fotografar. Fiz uma lista com as frases que "meus"  alunos escreveram quando olharam a obra do Vicente do Rego Monteiro -Santa Ceia, trouxeram várias imagens de outros artistas que abordaram o mesmo tema. Ainda estou trabalhando, mas chego lá. Tentei também com 5ª.série contar a história que a Venera nos contou sobre o Viajante/Recordações/Registros eles gostaram e começaram a fazer os registros de seus momentos felizes. Depois do curso me senti diferente, eles também me perguntaram o que tinha acontecido, pois fiquei mais feliz e vocês foram responsáveis por essa motificação.

Vênera A. Martins De Matos
Meninas, que legal que voc~es estão a mil...Fico muito feliz em saber que o material tem navegado por tantos caminhos diferentes..
Bete , achei super interessante o desenvolviemnto do seu trabalho, mande-nos imagens para que possamos visualizar . Fiquei bem curiosa...
Eliza, gostei muito também da forma com você está conduzindo o seu trabalho, estamos super curiosas para vê-los, e quando finalizados não deixe de publicá-los para que possamos compartilhar com as nossas colegas.
Cleide.... estamos no mesmo barco não é mesmo??? Que bom que você pode reconhecer que o processo foi um pouco corrido devido sua ansiedade. Lembre-se que o tempo ele é precioso e temos administrá-lo de forma a construirmos um pensamento em arte completo, com os momentos sendo visitados e revisitados, não importa se cada turma precisa de tempos diferenciados o importante é saber o que realmente eles estão consiguindo absorver do conhecimento da arte.
Pelo que vejo está valendo super a pena as experiências, e este fórum só vem enriquecer nossas trocas.Continuem nos enviando os seus comentários, e dúvidas.
Se está dando certo, ótimo, mas se não está, também ótimo pois poderemos refletir sobre nossas expectativas, e o nosso aluno.
Beijos muito saudosos de todas vocês, estaremos sempre pugladas de forma a contribuir, umas com as outras, contando como está sendo a viagem de cada um..
Beijos enoooorrrmmmeess
Vênera
Maria Rosa Mazza Chiaravalloti

Oi, Eliza, gostei da sua forma sincera e espontânea de falar, que os resultdados foram negativos e que você já está refletindo, e até já localiza que um dos motivos possa ser a pressa, a ansiedade de realização rápida das coisas, mesmo porque isso é típico da realidade que vivemos. É legal quando percebemos que a arte é um universo muito especial, que tem um tempo para ser absorvida, saboreada, pelo próprio requinte de sua construção, e que isso é que temos de exercitar, mesmo no nosso cotidiano agitado, temos que encontrar  uma maneira de conduzir os alunos para o "tempo mágico" do universo da arte! É comum também nas primeiras tentativas de se trabalhar leitura de imagem com o artebr, perceber que requer mais tempo, eu mesma já passei por essa experiência, e cada vez você vai perceber que poderá abordar melhor, mais profunda ou ampliadamente, dependendo dos objetivos que queira alcançar. Muita força para você e continue investindo no seu trabalho que é um bom começo, perceber "falhas", só assim é que caminhamos para algo melhor. Beijos, Maria Rosa.

Elisa, conforme lia a sua mensagem via você falando, relembrei muito o curso. Muiiiito legal que esteja interagindo com outra área que também conversa com as Artes, e que bom que você esteja atenta as questões abordadas no nosso curso, é sinal que ficou algumas sementes que provavelmente darão alguns frutos! Nos envie imagens dos trabalhos dos alunos, vamos continuar o diálogo para trocarmos figurinhas e contribuir com o que pudermos.Saudades, beijos, Maria Rosa.

Maria Rosa Mazza Chiaravalloti

Desculpe, Cleide, estou super cansada e me confundi ao escrever para você e a Elisa, a segunda mensagem que acabei de escrever é para você, e eu escrevi novamente Eliza, portanto estou retificando e justificando, ok? Beijos com desculpas!!! Maria Rosa.

Silvia Goularte Colvara

 Oi!

           Gostaria de ficar por dentro do que foi esse curso,estou curiosa,

                                    bjs Professora Silvia Colvara

Vênera A. Martins De Matos
Olá Suilvia, seja bem vinda ao nosso fórum.
Bem a porposta desse fórum é fazer um "bate bola" com o grupo que participou do curso de férias com o material artebr. O curso esta dividido em três etapas: um foi presencial, onde tivemos uma semana de mergulho no material artebr; a outra etapa foi em sala de aula, onde os professores tiveram dois mese para levar o materila par sala, com seus alunos, vivenciando as práticas á partir do nosso curso; e a terceira etapa é esta, onde estamos trocando idéias, de como foi estar em sala de aula e levar o material para o meu aluno. As conquistas e angústias, dúvidas e acertos, tudo que deu e não deu certo, para podermos sentir como o material está fluindo pelo Brasil afora, pois tínhamos professores de regiões bem diferentes do Brasil participando do nosso curso. De Floripa a Maceió!! Enfim, nós tutoras Eu, Rosa, Mirca e Lucimar, estaremos aqui plugadas para compartilharmos as práticas e se for o caso dar um "help", para quem precisar, se precisar... Mas pelo que estamos sentindo, pelos depoimentos, o fórum será mesmo para nós apreciarmos as práticas de todos que estiveram conosco durante a semana.
Bem fica aqui para você um convite para participar do próximo curso que está sendo pensado para as próximas férias, assim que o Instituo tiver com as datas mais fechadas com certeza estará disponível no site e você poderá se inscrever. Aguardamos você lá!! De qualquer forma, participe conosco, e sinta como foi a nossa viagem!!
Até mais
Vênera
Silvana Claudia Marconatto De Andrade

Olá!

Tendo como meta a sedução, (pois tinha diante de mim alunos de supletivo, adultos e adolescentes trabalhadores - escola de periferia - Campinas), entre a principal que é o ensino específico de artes, tive a idéia de trabalhar com temas. Uma das experiências foi o tema Violência: 1o. conceituando e refletindo...

  • foi feito um levantamento sobre tipos de violência, listamos alguns e comentamos casos ocorridos com os alunos ou com conhecidos;
  • pesquisa sobre momentos "violentos" ocorridos na história (em vários momentos); e
  • pesquisa de imagens (fotografias / desenhos) que expressassem o tema.

resultados diversos: estádio de futebol, poluição (sonora, rios, ar), desmatamento, matança dos animais, guerras, massacres.

2o. atenção para estudos sobre a expressividade das linhas e das cores - Cor e Emoção

  • os alunos responderam de forma intuitiva a um teste sobre a relação das cores e linhas com as emoções e somente num segundo momento foi conceituado tipos de linhas e cores (livro de apoio "O mundo das cores" - Desafios - Ed. Moderna - Paulo Toledo Soares e "Plástica" - IBEP - Eiji Yajima.
  • desenvolveram uma atividade plástiva com linhas e cores que retratassem de forma mais iantensa o tema.

3o. - movimento artístico - Expressionismo

Leitura da obra: Navio de Emigrantes - Lasar Segall  xerox ampliado (dividido em quatro partes)

  • equpes: descrição e interpretação  (cada equipe recebeu uma parte da obra);
  • exposição dos resultados e formação da obra completa, unindo as partes no quadro negro;
  • conhecendo um pouco da história e obras do artista, atenção para as cores, linhas e formas predominantes no quadro e o conceito de expressionismo -  (pesquisa realizada pelos alunos no Instituto Cultural Itaú) - oportunidade de conhecer o espaço e livro de apoio: coleção Gênios da Pintura - Abril Cultural;
  • atividades plásticas e de expressão cênica: papel, lápis de cor, grafite, música  "A Rosa de Hiroxima", exercício: "a voz e o movimento da obra" (monólogo... o que "eu" diria se foesse um dos personagens da obra.

4o. Para encerrar o tema violência, por que não falarmos do amor e da simplicidade de momentos tão ricos???

  • música "What Wonderful World" - Armstrong: ouvindo e acompanhando a letra em inglês juntamente com a tradução.

Avaliação: com este tema foi possível realizar aulas super interessantes, senti que os alunos se envolveram e participaram bastante, trazendo por vezes pesquisas e materiais que nem eram solicitados. Os alunos gostaram muito das experiências cênicas e foi possível realizar outros exercícios além dos expostos aqui. (jogos cênicos e de improvisação).

Este projeto foi realizado num período de 12 aulas (infelizmente apenas um encontro semanal).

As avaliações aconteceram de acordo com a compreensão das propostas que eram medidas através dos resultados apresentados e também através de "auto-avaliação".

OBS: Após cada atividade realizada sempre foi feita uma leitura e comentários sobre os resultados apresentados por eles.

BEIJOS da professora de arte que hoje é diretora lembram?!  ATÉ...

Vênera A. Martins De Matos

Olá Silvana, que bacana seu projeto. Deve ter sido super interessante as respostas dos alunos com relação ao tema abordado, pois com certeza eles tem muito a dizer. Gostaria que você nos enviasse algumas imagens para podermos visualizar melhor o seu processo. Também ficou uma dúvida: vocês voltaram ao objeto de estudo - a obra???Se voltaram como foi a leitura?? Se não, você não acha interessante resgatar essa dinâmica?? Lembre-se a obra não pode ser apenas uma ilustração de um processo, ela tem seu peso, conteúdo, sua história, seria muito rico se você , apos fazer todo este percurso retomasse a obra e fizesse uma nova leitura, para ver como anda a percepção dos alunos após essa viagem sobre o tema abordado.

Mande-nos as imagens, para podermos contemplar seu trabalho que ficou super interessante.

Grande e saudosos beijos

Vênera

Silvana Claudia Marconatto De Andrade

Boa Noite!

Vênera,

Realizei este trabalho em 1996 e na verdade após todo levantamento dos elementos visuais da obra e toda discussão da interpretação até o vislumbramento do todo no quadro negro (o que até então eles só tinham visualizado partes da obra) não houve o retorno à obra e sim aos resultados que eles me apresentavam com exposição e comentários. Acredito que se houvesse o retorno à obra eles teriam outro olhar e isto enriqueceria os resultados.

Tenho o registro mas de uma forma bem simples, pasta catálogo registrado com letra cursiva e a produção plástica dos alunos (bastante simples, mas diga-se de passagem... interessantíssima). Estou sem scanner mas vou tentar enviar , ok?!

Beijos...

Vênera A. Martins De Matos

Olá Silvana, como vai???

Bem , acredito que a volta a obra realmente vai enriquecer muito o seu trabalho e o desenvolviemnto do olhar deles com relação ao percurso do projeto  e das suas produções também. Seria interessante que você fizesse essa retorno.Ok?? Com relação as imagens, gostaria que você nos enviasse assim que puder, mesmo que poucas. Caso voc~e tenha dificuldades em fotografá-las, ou escaneá-las, pode enviar uma cópia pelo correio para o Instituto, assim nós faremos esse registro visual para você podendo compartilhar com os demais colegas sua viagem.

A Lucimar tem participado conosco desse fórum, ela tem lido os comentários e as falas dos professores que estão enviando material. Dentre uma das questões levantadas em nossas discussões, a questão dos termos utilizados em artes são muito questionados e discutidos. São termos que muitas vezes não se adequam a nossa prática, mas que são usados de forma bem comum. Um dos termos que foi utilizado no seu projeto é " atividade" plástica. O cuidado que temos que ter, é que a palavra "atividade" hoje em dia se refere a qualquer "coisa" que se faz. Na prefeitura de São Paulo por exemploo, o oficineiro que na verdade é um estagiário de qualquer disciplina, usa muito a palavra"atividade", portanto essa utilizá-la em nossos projetos dá uma impressão ( claro que muitas vezes erronea) de que qualquer um pode desenvolver o projeto, pois ela estará composta de "atividades"...

Como sugestão utilizamos a palavra proposta ou até mesmo proposição, claro que existem outros termos que podemos utilizar. Vale como sugestão. Quando você for escrever seu projeto final, mesmo que não seja para esse fórum, tente não utilizar a palavra " atividade", para não minimizar toda a sua prática, e os resultados obtidos pelos alunos atraves de sua mediação.

Estaremos aqui sempre  ajudá-la, beijinhos mil e continue escrevendo para que possamos trocar nossas idéias e nos aprimorarmos,

até mais

Vênera

2978 visualizações | 27 respostas Faça login para responder