Forum
Márjorie Garrido Severo
Olá Professores e Professoras! Meu nome é Márjorie Garrido Severo, minha formação é em Artes Visuais pela UFS - Universidade Federal de Sergipe, me interesso pela discussão sobre o currículo de Arte e agora aprofundarei ainda mais a pesquisa sobre a "formatação" do Currículo em Arte no ensino fundamental de 5ª a 8ª série ou, como queiram, 3º e 4º ciclos. Se puderem me apoiar a partir de sugestões bibliográficas e outros fóruns de discussão seria interessante, já tenho alguns dados e bibliografias na área de currículo mas ainda é muito insipiente a publicação de pesquisas em currículo de arte, pelo menos aqui em Sergipe. Um grande abraço!
Juliana Carvalho Carnasciali
Ma...oi sou Juliana Arte educadora em SP...tenho algumas dicas especiais para te dar mas estou em meu horário de almoço e correndo... prometo que entrarei para escrever detalhadamente caminhos possíveis de organizar o cussiculo de arte na escola a partir de uma abordagem nova que tenho experimentado por sugestão de duas estudiosas especiais: Gisa Picosque e Mirian Celeste MArtins...elas tem um livro muito bom...vou pegar o nome e outros dados e te passo logo mais...aposto que será um interessante viés a se pensar sobre o assunto... Até mais!!! Jú
Beloní Cacique Braga
Márjorie, Meu nome é Beloní e trabalho com alunos de 5ª a 7ª série. Minha área de formação é Pedagogia, Ed. Artítica e Mestrado em Educação. Não tenho leituras mais específicas sobre currículo, mas li alguns autores que valeriam a pena para você também.O livro que a Jú está se referindo é "A língua do mundo- poetizar, fruir e conhecer arte da Miriam Celeste , Gisa Picosque e Terezinha Teles- Editora. FTD.Existe também dosi outros títulos da Profª Maria Heloísa Ferraz e Marisa Fusari da Editora Cortez : Metodologia no ensino de Arte e A arte na Educação Escolar. Para começar é uma boa leitura. Depois seria legal apronfundar em leituras sobre Projeto de trabalhos(fernando Hernandez) e ampliar as idéias sobre currículo. Sugiro " Currículo, práticas pedagógicas e identidades , organizado pelo Antonio FlávioB. Moreira e Elizabeth F. de Macedo. Como é da Editora Porto, não sei se terá facilidade de encontrar.É uma referência muito boa pois em um livro só você encontrará gente fera no assunto : Como Tomaz Tadeu, Alfredo Vega- Neto e outros. este último título é bem mais abrangente e político. Gostaria de continuar nossa conversa. Conte mais sobre o que deseja com essa idéia de "formatação", sua proposta com mais detalhes... No mais boa leitura. Mas não espere ler tudo para voltar. Volte logo tá? Abraços Beloní Uberlândia Minas Gerais
Roseli Alves
Olá Marjorie Sou pedagoga e atualmente tenho estudado um pouco mais sobre arte-educação. Penso que tanto a Juliana como Beloní indicaram ótimas leituras. Um aspecto que gostaria de lembrar é que a Arte deve ser pensada dentro do Projeto Político Pedagógico da Escola. A partir dele e do contato com seus alunos é que você poderá tomar suas decisões. Claro que o professor tem e registra suas intenções a cada ano porém, estas intenções só poderão ser concretizadas a partir disso. Creio que seria interessante você ter claro como pensa a equipe da sua escola em relação a algumas questões como: Qual é a função da Escola hoje? Qual é a concepção de aprendizagem defendida pelo grupo? Qual a concepção de ensino? Qual o papel da Arte-educação? Que metodologias são mais significativas para o grupo? Qual o espaço para trabalhos interdisciplinares? Há espaços para inovações pedagógicas? Quais? Que concepção de Projetos de trabalho tem o grupo? Existe um acervo de materiais educativos em arte para que os alunos entrem em contato? Que outros materiais estarão disponíveis ? Que ações podem ser promovidas para colocar os alunos em processos de criação? Como devem ser as reuniões de pais?Qual o sentido da avaliação? A idéia de currículo hoje é mais do que um rol de conteúdos, ela tem a ver com todas estas questões e outras tantas inclusive as chamadas do currícuo oculto como por exemplo: o papel do inspetor de alunos, do porteiro, da merendeira, dos pais e da comunidade , etc... A Educadora Nilda Alves, nos diz: "... currículo não se resume àquilo que é determinado pela via oficial. Na verdade, existem elementos que se refletem na prática quotidiana da escola, na qual participam sobretudo professores e alunos, mas também outros actores da comunidade educativa, e que ajudam a construir aquilo que denominamos por currículo praticado. Consideramos, nesse sentido, que para se entender o conceito de currículo é preciso ter em atenção a forma como esses processos se desenrolam na prática. É no espaço-tempo da escola que se desenha o currículo, através de acordos e mudanças que é necessário rever quase quotidianamente, e não através de determinações legais." Veja que ela inclui espaço/tempo como uma dimensão material do currículo. Estou anexando um texto publicado no Boletim 27 do Instituto Arte na Escola que também poderá ajudá-la. Estamos dispostos a refletir com você sobre estas questões. A troca de experiências é fundamental na formação de qualquer profissional. Neste espaço há professores com excelentes práticas nas séries em que você vai trabalhar. Procure também o Prof. Otávio, no Pólo Arte na Escola ai em Sergipe. Fica na Rod. Marechal Rodon, s/n São Cristóvão, Um grande abraço. Roseli
Beloní Cacique Braga
Márjorie As questões apontadas pela Roseli precisam ser pensadas criteriosamente. Tenho o hábito de registrar as impressões que tenho, as idéias que aparecem mesmo que no momento não tenham tanta relevância. Depois retorno e repenso as questões procurando transformá-las ou não em ações na sala de aula. De certa forma são estes elementos que me permitem construir o currículo da escola na qual leciono. Como tenho essa autonomia sinto a responsabilidade de estar avaliando o processo. A idéia de conhecer o espaço no qual estamos e o contexto são fundamentais. Realmente estar perto de alguém para conversar e trocar idéias é uma medida prudente e que nos permite construir novos conhecimentos. Vale a pena você buscar o diálogo com professores de Arte e o pessoal do Pólo. Eu vivenciei isto aqui na minha cidade-Uberlândia. Aproximei-me das professoras, procurei participar de palestras e encontros, trocamos idéias... Destes encontramos nasceu a minha pesquisa de mestrado: a constituição de professoras de Arte. Mas existe um percurso pessoal de busca e de momentos também solitários. O desejar continua sendo a chave de todo processo de conquitas. Sucesso na sua empreitada e conte conosco no fórum. Gostamos de trocar, conversar ... Abraços Beloní
Neide Ribeiro
Oi Márjorie! Lembra de mim? rsrsrs. sou a Neide da UFS. Estou fazendo pesquisas com a Edina, ela tem o curriculo de artes do estado e do municipio, a relação de livros q segue é dela tbm: Aprendendo Arte editora Atica, Ana Teberosky; introdução a historia da arte, editora mercado aberto, Kenio Pozenato e descobrindo grandes artistas editora Artmed, MaryAnn F. Kohl e Kim Solga. solicitei os 2 primeiros na Escariz, custam respectivamente 69,00 e 39,00 ainda tem desc de 10% p/ professor, é só levar o contracheque. o terceiro livro é em preto e branco e custa 36,00 . qualquer coisa entre em contato comigo. neideribeiro2003@yahoo.com.br ou ngoney@hotmail.com Beijos Neide Ribeiro
Márjorie Garrido Severo
Puxa!! Que bacana! Fiquei surpresa em ver(apesar de tardiamente) que vcs estabeleceram comunicação comigo, muito bom! Olha estive numa correria enorme, estou fazendo o Mestrado em Educação da UFBA na Linha de Pesquisa (apaixonante!) Currículo e Tecnologias da (In)formação e Comunicação, está ampliando o meu repertório sobre os estudos de Currículo de Arte e pretendo seguir na minha proposta inicial de estudo = O Currículo de Arte no Ensino Fundamental em Sergipe, pós LDB e PCN-Arte...Olha Jú adorei vc ter tido um tempo pras dicas, e Beloní os autores que vc citou eu já reli, mas preciso de relatos de experiências na formulação do currículo de Arte. Posso ler sua dissertação de mestrado, vc pode enviar em pdf? Ah! E olha só a Neide, puxa faz muito tempo, heim? Eu tb tenho o Currículo do Estado, já o do Município tenho só umas páginas, não fiquei com a versão final, se tu tiver manda pra mim: garridosevero@yahoo.com.br, mas foi ótimo achar uma vizinha, e Roseli, foi interessante o que tu colocou em discussão, lá no mestrado nós discutimos estas e outras questões. E um debate que o Prof. Roberto Sidney tem levantado é : O que o currículo faz com as pessoas? E o que as pessoas fazem do currículo? Um cheiro...Até mais, agora acho q entrarei mais vezes...
Beloní Cacique Braga
Ei menina... espero que a pesquisa esteja indo bem. No livro do Antonio Moreira tem um capítulo sobre as novas tecnologias. E se você tiver um tempinho participe da pesquisa sobre o curso de arte a distãncia, nesse fórum. Será uma experiência interssante já que você discute sobre as NITCs. Abraços Beloní
Márjorie Garrido Severo
Olá pessoal, Está terminando o semestre e as idéias estão fervilhando, dentro do mestrado em educação da UFBA estamos estudando o multiculturalismo na educação tema bastante recorrente e no currículo de arte é uma temática freqüente de discussão. Belô vc sabe como posso conseguir os boletins do Arte na Escola? Estou fazendo um artigo que aborda alguns relatos de experiência no ensino de arte dentro da leitura e produção da imagem, se puder ajudar, eu quero enviar para vc dar uma lida, pode ser? Em anexo tem um texto da Ana Mae sobre Multiculturalismo pra quem puder dar uma lida. Um abração, Márjorie - Aracaju-SE
Roseli Alves
Querida Marjorie Parabéns pela pesquisa. Gostaríamos de conhecer o seu trabalho depois de concluído. O texto da Ana Mae, como sempre, provocador, apontando sua preciosa "militância pedagógica". A idéia que ela traz de multiculturalidade aditiva precisa urgentemente ser divulgada aos educadores, pois na maioria dos casos é o que tem acontecido. O discurso da chamada inclusão está ai mas quando se fala em compromisso a coisa é de outra ordem. Para receber a versão eletrônica dos Boletins Arte na Escola, basta você se cadastrar no site. Caso queira algum número da versão impressa, escreva para artenaescola@artenaescola.org.br passando o seu endereço residencial. É muito bom poder contribuir com você e demais educadores. Abraços. Rosesli
Beloní Cacique Braga
Oi Marjorie gostei muito de saber que a cabeça está fervilhando e você anda a mil. Envie-me o texto por email e poderei dar uma lida. Será uma delícia! belonicacique@yahoo.com.br Abração Belô
Cleonice França Ortiz
Olá pessoal! Só agora acessei esse grupo e este assunto muito me interessa. Trabalho nas duas secretarias de educação aqui em Manaus, estadual e municipal e o trabalho por projetos realizado nas escolas é uma tentativa que se arrasta com muitas dificuldades, já conseguimos alguns avanços, mas como tudo nesse país, a vontade política entrava a maioria das coisas. Muitos são os projetos de arte que funcionam nas nossas redes, mas temos uma realidade gritante que cada vez mais nos aflige em relação aos conteúdos, que sempre que se pensa em mexer é uma guerra, e o trabalho com a arte na escola acaba sendo realizado de forma isolada por uns poucos idealistas sem recursos. É um problema...mas não desistimos parece até coincidência, mas hoje mesmo estávamos discutindo na secretaria municipal onde trabalho na Coordenadoria de arte-educação, essa necessidade de reformular conteúdos. Se alguém quiser e puder me mandar sugestões de currículo de arte para educação infantil e 5ª a 8ª série eu agradeço, quem sabe não me servem de subsídios para levantar discussões na secretaria. Um abraço a todos, até a próxima Cléo
2481 visualizações | 11 respostas Faça login para responder