Forum
Beloní Cacique Braga
Adriana A proposta de trabalho com as imagens iniciapela leitura delas. Um diálogo com a turma sobre o que o olho vê, o que sente e o que compreende. Na verdade é a proposta de triangular no ensino de Arte. Vale a pena você dar uma olhadinha nos textos sobre leitura de imagens que se encontram neste site. Eles ajudarão a comprrender um pouco mais. Realizada a leitura é possível propor ações diversas como ler mais imagens sobre o tema, comparar as linguagens usadas para se falar de uma mesma coisa "futebol. O importante é valorizar a fala dos alunos para perceber em que ponto está o interesse deles e as ações seguintes podem se propostas pela turma. Como você já trabalhou releitura poderia convidá-los a fazer uma a partir das imagens vistas, mas utilizando outros recursos materiais. Não apenas pintar e desenhar, mas encenar(performance), construir com sucatas a cena, ler um poema, inventar sua própria imagem a partir de tudo o que foi visto. Gosto muito de trabalhar com o xerox de imagens dos jornais. Após tirar uma cópia em xerox proponho a eles que façam intervenções com a cor ou colagem de materiais sobre a imagem do fotógrafo. Enfim... há muito o que se fazer.O jeito é abrir os ouvidos a voz dos alunos, ler muito, n/ao apenas textos, mas imagens também. Espero ter contribuido. Volte aqui para nos contar o que sua turma está fazendo. Abraços Beloní
Beloní Cacique Braga
Ei pessoal Achei interessante esta notícia e compartilho com vocês. Abraços Beloní Dicionário de Artes é lançado no Paraná . Nesta terça-feira, dia 3, foi lançado o primeiro Dicionário de Artes Plásticas do Paraná com autoria da pesquisadora, crítica de arte e professora da Universidade Federal do Paraná, Adalice Araújo, que expôs o seu trabalho no Museu Oscar Niemeyer. O dicionário apresenta uma retrospectiva da história da arte paranaense, da pré-história aos anos 80, e tem 1.118 verbetes com um total de 768 páginas. A iniciativa da autora surgiu ao perceber que não havia material sobre o assunto, “É quase uma enciclopédia”, define Adalice, que começou a reunir arquivo de 1968 ao ser convidada por Roberto Pontual (autor do dicionário brasileiro das artes plásticas). A pesquisa e publicação foram realizadas com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, Lei Rouanet, Petrobras e Brasil Telecom, Copel e Banestado (no início da pesquisa para a elaboração da obra). Teve apoio do governo do estado, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano/Paranacidade, Contacultura, Secretaria de Estado da Cultura. www.nota10.com.br
Maurício Conforto
DIÁRIO DE UM PROFESSOR DE ARTE QUASE VIRGEM A idéia de um diário é que sirva para se refletir sobre o passado, o presente e o futuro, não é? Começo por ora olhando apenas para o futuro, já que inicio daqui a duas semanas as aulas de Arte no Ensino Médio, com duas turmas de cada série. Só para esclarecer o título: lecionei Arte somente no ano passado para 8 turmas de 4º série. Experiência linda que só me impulsionou ainda mais para o prazer de ensinar-aprender, sobretudo aprender... Tenho lido bastante sobre Arte/Educação até por conta do concurso para PEB II do Estado de SP e dentre essas leituras, a do Fernando Hérnandez que fala sobre portfólios instigou-me a querer aplicá-los. Então tenho em mente, principalmente, dialogar muito com esses jovens e saber que tipo de tema/problema eles gostariam de pesquisar para a partir daí elencar objetivos e conteúdos a serem aplicados no processo de construção de uma produção artística. Aproveitarei dessa idéia colocada anteriormente de propor um diário individual do aluno e outro meu compartilhado com a sala. Isso deve ajudar a tornar a figura do professor como alguém que também tem dúvidas colocando-o como um professor-pesquisador-aprendente. Mas... independentemente disso tudo, como estou ansioso para entrar numa sala de jovens! Vocês, mais experientes, têm algumas dicas (não regras, claro) para lidar com adolescentes das 3 séries do Ensino Médio? Abraços, Maurício Conforto
Maurício Conforto
Pessoal, desculpem escrever muito mas gosto de compartilhar. Acabei de baixar gratuitamente o novo livro da Neide Duarte “Frutos do Brasil” que fala sobre protagonismo juvenil. Sou fã ardoroso da Neide Duarte e pelo pouco que li já recomendo. Dentro do contexto em que estou hoje como professor de ensino médio vou pesquisar a viabilidade de aplicar essas idéias em sala de aula. Vou ler mais... “No livro “Frutos do Brasil”, escrito pela jornalista Neide Duarte, da Rede Globo, você vai conhecer oito histórias reais de mobilização juvenil que mostram que uma nova geração de brasileiros quer, pode e já está ajudando a mudar o país.” BAIXE O LIVRO DAQUI: http://www.aracati.org.br/portal/frutos/leia_livro.asp OU SE CADASTRE PARA PEDIR PELO CORREIO (em anexo, a capa do livro) Aproveite e navegue pelo site, muita coisa boa...
Beloní Cacique Braga
Maurício, seja bem-vindo ao fórum e sinta-se a vontade. Estamos buscando relatar as experiências e ao mesmo tempo refletir sobre elas. Vamos conversar mais. Abraços Beloní
Beloní Cacique Braga
Convido a todos os professores a escreverem neste período que antecedem as férias um breve relato das ações realizadas neste semestre em sua escola afim de promovermos uma reflexão e a produção de texto sobre este fórum. Retornem aqui e deixem um registro legal, creio que já deu bom caldo nas muitas discussões, mas falta um fechamento. 1- Proposta de ensino 2-Processos realizados até aqui 3-Formas de registro 4-Um olhar reflexivo sobre as conversas e imagens 5-Participação no fórum ou site Conto com vocês. Abração Beloní
Beloní Cacique Braga
Colegas Sei que o tempo é de correria mas gostaria de solicitar sua participação com os relatos neste fórum até o dia 20/06. Dá pra ser? Sem você não há o que se contar. Paricipe pelo fórum ou por email belonicacique@yahoo.com.br Abraços mais que mineiros Beloní
Beloní Cacique Braga
NO INÍCIO DO ANO ABRIMOS O FÓRUM COM ESTE CONVITE... Muitas vezes a correria do dia-a-dia nos impede de trocar idéias com os colegas. Percebi no mural deste site o desejo de trocar idéias sobre a prática no ensino de Arte. Por isso abro mais esse espaço propondo escrevermos juntos um diário. No diário a gente conta as coisas sem preocupação com as regras. As idéias, às vezes, são segredos que queremos registrar. Compartilho e convido a todos para entrar e escrever com muitas mãos uma história sobre o nosso trabalho arteiro. Entre aqui a casa é nossa... PRÓXIMO AO FINAL DO SEMESTRE pretendo sintetizar em um texto as discussões. Por isso conto com o relato de todos sobre como foi o ensino de Arte em sua escola até aqui. mesmo as pessoas que não escrevem a muito tempo não devem se desanimar. Professor ,sua participação sempre será o segredo do sucesso das ações realizadas em prol do ensino de Arte . Mãos a obra. Abraços Beloní
Beloní Cacique Braga
Puxa pessoal todo mundo está atarefado... Como disse a minha amiga quesetá "atoladinha" de serviço e não deu pra escrever. Mesmo assim conitnuo esperando as contribuições de vocês. Jú e Rô... cadê vocês?? Bom receesso escolar e fim de semestre. Abraços Ps. Aqui em Uberlândia vivemos um fuso horário por causa da greve, então ,enquanto vocês fecham semestre nós estamos em processo.
Roseli Alves
Oi Beloni, o pessoal sumiu mesmo, até eu andei sumida, viajando em visita a alguns Polos, organizando o Encontro da Rede Arte na Escola, muitas pesquisas e discussões no meu Grupo de Estudos- CECACE, etc... Mas sempre arrumo um tempinho para ler o que vocês escrevem. Lembra da Kátia? Ela uma vez disse a mesma coisa. Quem sabe agora nas férias o SUVACO volte a se comunicar para contar o que andam fazendo. Fiquei sabendo que a Juliana gravou um CD e está se dedicando a vida de artista. O Victor aparece de vez em quando nos e.mails. A Marília, Marileusa, a Célia, o Ricardo sumiram de vez. Ah! o tempo, sempre o vilão, será? Um grande abraço. Roseli
Celia Maria Von Mengden Meirelles
Desculpem o sumiço, realmente o tempo está curto! Estou prticipando de um projeto que está me tomando muito tempo. São nove professores de escolas diferentes trabalhando com Hundertwasser (aceito contribuições de idéias e material). Temos exposição agendada para novembro no Centro Cultural Santander. Estou enviando algumas imagens do projeto com a 8ª série que acabei de concluir. Os alunos fizeram uma linha do tempo composta de 28 cabeças, com colagens que utilizam a linguagem de vídeo clip, com flashes de idéias principais. O bom desse projeto é que posso ( e já usei) o resultado como material didático para outras turmas. Colegas do currículo também estão utilizando a linha do tempo, que está exposta na escola. Um abraço a todos, boas férias. As minhas começam na segunda. Célia
Celia Maria Von Mengden Meirelles
Houve engano: são 36 cabeças e não 28! Mando outra imagem.
Beloní Cacique Braga
Célia Gostaria de saber um pouco mais sobre o seu projeto, ao ver as imagens fiquei muito curiosa. E que nome tão difícil é este que você escreveu: Hundertwasser ??? Fui até pesquisar até descobrir que é o nome de um pintor austríaco. Nunca tinha visto este nome. Gostei das imagens dele. Bom descanso. Abraços Beloní
Maurício Conforto
PARA PROFESSORES DE ARTE ( na faixa e parece ser bom...) Encontro Técnico sobre a poética e os desdobramentos pedagógicos da obra do artista plástico Frans Krajcberg Data e Horário : 26 de agosto de 2006, Das 14h00 às 17h00 Local : Teatro do Centro da Cultura Judaica (Rua Oscar Freire, 2500 – Sumaré, São Paulo-SP) Sobre o Evento Haverá uma “mesa redonda” em que a obra, a poética e os desdobramentos pedagógicos da produção artística de Frans Krajcberg será apresentada e discutida. A mesa contará com a participação das autoras do livro “Frans Krajcberg”, Roseli Ventrella e Maria Silvia Bortolozzo, do marchant do artista, Sérgio Caribé e contará com a mediação da Profa. Dra. Rosa Iavelberg. Vagas e Inscrições São 300 vagas, para professores do ensino fundamental e médio, das redes pública e particular. As inscrições já começaram, são gratuitas, e devem ser feitas por telefone, das 13h00 às 19h00, com Thaís: 11 3065 4347. Maiores informações pelo e-mail: arteeducacao@culturajudaica.org.br
Celia Maria Von Mengden Meirelles
Beloni: o trabalho que aparece nas imagens é uma linha de tempo, cuja execução foi uma idéia conjunta entre mim e os alunos. Eles compreendiam os artistas e os períodos históricos, mas tinham muita difculdade em localizá-los cronologicamente. As cabeças foram executadas em papel maché e fixadas em papelão 20x30, no qual foram colocadas frases ou imagens pesquisadas sobre os artistas ou as épocas. O projeto sobre Hundertwasser está sendo executado em Porto Alegre por nove professores, cada um com um projeto individual. Surgiu de um trabalho desenvolvido por uma professora em 2005. Hoje, ela desenvolve um projeto em Israel e nós, aqui. Todos desenvolvemos um trabalho de educação para a paz. Hundertwasser calcou toda sua obra na harmonia do homem com a natureza e na crença da convivência pacífica entre os diferentes. Frases dele: o homem deve ter direito à janela - modificar seu espaço até onde o braço alcança - a casa deve ser um lugar feliz, com árvores locatárias...vale a pena ler sobre ele. Há um site interessante> http://www.temakel.com/galeriaartehundertwasser.htm boa leitura, um abraço, Célia
16702 visualizações | 208 respostas Faça login para responder