Forum
Vênera A. Martins De Matos
A todos que participaram ativamente do nosso fórum, esperamos vocês amanhã para a VC. Até mais e um grande abraço
Maria Rosa Mazza Chiaravalloti
A todos que escreveram ao forum, obrigado por participarem com seus projetos para compartilharmos idéias e sentimentos, elementos essenciais do trabalho de um arte-educador, espero vocês hoje na VC. Abraços a todos!
Belmira Amorim Salvador De Paiva
Maria Rosa, Vênera,Elizabete , Monica e Eliana agradeço toda a atenção , as idéias ,os elogios... Com certeza durante este mês que conversamos sobre arte de uma forma tão concreta , com objetivos claros fortaleceu o trablho de todos e principalmente o desenvolvimento pessoal de todos os envolvidos: nós , vcs ,os alunos; Criou vínculos importantes entre todos nós!!! VALEU a inciativa de abrir este espaço no site . A pasta ARTE BR é geradora de grandes transformações e conquistas. Obrigado!! Parebéns a todos que particiram com trabalhos !!! Beijos até nossa VC.
Belmira Amorim Salvador De Paiva
Maria Rosa, Lucimar, Eliana,Elizabeth , Monica e Vênera agradeço a vocês o reconhecimento pelo meu trabalho e ás atividades dos meus alunos !! Eles vão vibrar quando souberem!! Que bom ver nossos trabalhos na VC!! Com certeza aprendi muito com vcs e espero poder estar em contato através do site. Beijos e abraços meus e de meus alunos!!!!!
Monica Kondziolková
Que bacana as mensagens acima, de Belmira, Paulo etc! Ficanos muito felizes! Acabei de eceber um e-mail da Lucimar que copio abaixo para vocês!!!! abraço forte para todos!!! "Mônica, Rosa, Bete, Vênera, Eliana, Zita, Helena e professores que estiveram conosco hoje, 31 de outubro de 2005, Muitos obrigadas por um dia de tantas densidades saborosas e desafiadoras na ARTE, na arte na escola e na arte em nossas vidas, beijos das Perdizes e de Sampas, lucimarbello"
Elizabete Lucas Machado
À todos os professores, que participaram ou não do fórum (sabemos que por motivos diversos), mas que estão ávidos por descobrir, realizar e empreitar novos caminhos através do estudo e reflexão do material arte br, este foi apenas a pedra fundamental, que instigou e mexeu com muitos e, continuará sacudindo por muito tempo. Até a próxima e muito obrigada.
Eliana Tumolo Dias Leite
A todos que participaram deste fórum, parabéns!! pela atuação e dedicação de todos. Aprendemos muito toda vez que trocamos experiências, e este espaço nos proporcionou isso. Estou muito feliz com os resultados obtidos e principalmente poder conhecer o trabalho de vocês. Continuem interagindo neste site, para que todos possamos ganhar com isto. abraços a todos!!! Eliana
Elizabete Lucas Machado
Olá Adriana Janczur. Seu projeto é muito interessante, pertinente e atual demonstrando o quanto você está "antenada" no cotidiano. A realização final dos alunos também está muito interessante e isso mostra que existe um posicionamento reflexivo sobre os problemas do nosso país. Quanto as imagens escolhidas, você não detalhou o processo de leitura, e esse é um momento muito importante do trabalho com o material arte br. Prepare seus alunos para um momento de introspecção e reflexão. Avise-os que o silêncio é fundamental, fiquem olhando entre 3 a 5 minutos para a imagem (nem que demore uma aula só para a leitura de uma obra) depois, passe para os passos própriamente ditos da leitura (sugiro o livro da Drª Anamélia Bueno Buoro, Olhar em Construção. Ed.Cortez para aprofundamento na metodologia de leitura de imagens dentro dessa proposta). Depois da leitura,façam um relato de tudo o que foi falado, pensado, ouvido, sentido...(você e eles). Aí sim, tente seguir os passos sugeridos pelo caderno. Você disse que percorreu, são doze passos, você vai adequá-los às suas necessidades,não precisando seguir todos, ou ao contrário... você é a criadora, a pesquisadora, vai incluir as observações que considerar necessárias. Você diz que seus alunos se sentem a vontade com ao discutirem Arte Contemporêna, isso é bom, mas não deixe que o discurso caia no senso comum, tente se aprofundar um pouco mais, pois a questão da Arte Contemporânea ainda é um assunto tabu e complicado. Chegando à produção final , ainda não terminou, sente-se em frente dos trabalhos com seus alunos e faça uma outra leitura, onde perceberão que novas conexões e questões serão levantadas e continuem escrevendo sobre tudo isso, sobre todo esse processo (com auxílio de português, ou não) discuta sim, sobre a arte contemporânea, argumente, leve-os (caso tenha possibilidades) a pesquisar na internet, em livros. Eu gosto muito desse texto para falar do assunto com os alunos, veja que interessante: O que é arte Contemporânea? por Maria Tomaselli http://www.mariatomaselli.cjb.net/ Você sabe? Sim? Felizarda(o)! Porque o curador da Bienal do Mercosul disse que não sabia. Mas ele também disse que estava tentando descobrir, fazendo exposições, curando eventos de arte. É estranho. É que nem médico tentando curar e ao mesmo tempo aprendendo sobre a doença. Pelo jeito as coisas são assim. Viver é perigoso, fazer é perigoso, não há certezas, o conhecimento vem do percurso do caminho, ele é um processo em andamento. Certezas não há nunca, nem olhando a história, já que nosso olhar é apenas uma versão acoplada às contingências de nossa cultura, de nossa vida. Contemporâneo quer dizer pertencente ao nosso tempo, o que se produz agora. A ênfase está no termo nosso tempo, agora, não no “fazer”. É aqui que entram as divergências na definição do termo Arte Contemporânea. Muita gente acha que quem faz arte hoje já é artista contemporâneo. Outros exigem uma atitude diferente. Definem a arte como lidando com ciência, pesquisas, com novas mídias, com o mundo virtual, instalações, performances, happenings, flash-mobs etc. A querem efêmera, passageira, sobrevivente apenas nos vestígios que deixa, em forma de documentação. Pobres MACs, pobres Museus de Arte Contemporânea mundo afora! Combina a idéia de Museu com esta idéia de Arte? Colocar esta arte em museus está sendo questionado também. Como perenizar, preservar e etiquetar o que é uma pesquisa, um projeto, uma coisa passageira? Pobres técnicas tradicionais, como pintura, gravura, escultura. É possível tratar do nosso mundo de hoje utilizando estas técnicas e seus materiais de secular tradição? Pode-se fazer uma xilogravura contemporânea? Pode-se usar o mármore contemporaneamente? Tenho uma amiga que se define assim: não sou artista, sou escultora. Nesta auto-definição está contido o dilema acima descrito. O MAC se instalou no Cais do Porto. A exposição é linda, instigante, têm peças que causam taumátsein, espanto, assombro, maravilha, encantamento. Têm peças em todas as técnicas possíveis imagináveis. Teve gente convidada que não quis participar para não se misturar com linguagens não contemporâneas, como se soubessem definir o que é contemporâneo (mas não contam). A maioria aderiu à proposta da exposição-tomada-de-espaço, espaço prometido oficialmente há tempo. É um espaço adequado à discussão sobre o conceito de arte contemporânea, um espaço onde a arte acontece, não onde ela é apenas arquivada. Um espaço dinâmico, um espaço-oficina onde cabem chapas de ferro de Richard Serra que demoliriam qualquer outro prédio. Onde cabem pinturas de Anselm Kiefer , tão grandes, que jamais entrariam no MARGS, por nenhum orifício. Lá cabem eventos arrasta-multidões que o patrimônio histórico proibiria em qualquer dos outros prédios da cidade. Lá cabem oficinas como a das lagartixas de Lia, ou uma de Rubem Grillo, mostrando como se faz xilo. Lá coube a produção do Rio Grande do Sul dos dias de hoje (contemporânea?), e a opinião geral é de que em nada ficou devendo à última ocupação deste mesmo espaço pela arte, durante a 4. Bienal. Sabe agora o que é arte contemporânea? Tente descobrir. O prêmio para tão árdua tarefa pode ser um autêntico por do sol porto-alegrense nunca antes visto, atrás do MAC. Adriana, você é uma lutadora, pois, põe em prática seus sonhos, continue nesse caminho, que seus alunos estão em ótimas mãos. Parabéns e boa sorte, pode contar conosco para qualquer dúvida em qualquer momento. Abraços
Monica Kondziolková
Caros participantes! Foi um prazer poder trabalhar com todos, perceber os caminhos possíveis que este site ajuda a traçar para a formação e troca de experiência de professores engajados no ensino da arte. Foi incrível a participação de todos e esperamos, em breve, poder estramos juntos de novo, para mais trocas, mais inquietações, mais curiosidades e inventividades! Agradecemos a todos a participação e empenho! Conforme prometido, segue anexo o PPOINT apresentado na última Videoconferência realizada na Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, através da Rede do Saber, uma parceria que tem nos dado muita satisfação e, sobretudo, tem ampliado as nossas possibilidades de ação! Esse fórum se encerra, mas as trocas não terminam aqui. Usem o Galeria dos Alunos, enviem seus relatos de experiência, pois estaremos atentos às contribuições! Forte Araçco, Monica K.
Monica Kondziolková
Neste Fórum, professores participantes da Videoconferência (VC) “Elaboração de Projetos de Arte com apropriação do Material arte br” - realizada pelo Instituto Arte na Escola no dia 02 de agosto de 2005, em parceria com a Rede do Saber e a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo -, puderam esclarecer dúvidas, apresentar seus projetos e discuti-los com as tutoras, arte-educadoras, Maria Rosa Chiaravalloti, Vênera Martins de Matos, Eliana Dias Leite e Elizabete Lucas (Bete). A VC de agosto teve como objetivo fornecer fundamentos, diretrizes e procedimentos que auxiliassem os professores na elaboração de bons projetos de arte a serem desenvolvidos em sala de aula, com a utilização do material arte br. Este Fórum e o Galeria dos Alunos foram os ambientes escolhidos para os exercícios e atividades desta ação. Muitos professores apresentaram seus trabalhos, fizeram consultas, solicitaram sugestões e, inclusive, postaram breve relato de suas atividades e fotos na seção Galeria dos Alunos deste site. No dia 31 de outubro uma nova VC finalizou os trabalhos, quando foi possível comentar os projetos selecionados via site Arte na Escola. Esta ação teve a supervisão da Lucimar Bello Frange, uma das autoras do arte br, que participou das duas VCs como palestrante e coordenou os trabalhos on-line junto às tutoras. Anexo, encontra-se um documento escrito por ela, que sintetiza e faz uma reflexão acerca dos resultados dos exercícios propostos nesta ação. Certamente este texto iluminará novas reflexões. Boa leitura! Monica Kondziolková Coordenadora da área de Comunicação do Instituto Arte na Escola
13240 visualizações | 205 respostas Faça login para responder