Forum
Teresinha J. M. Oliveira

Boa Noite!

Também sou arte educadora e me identifico mais com as Artes Visuais. Procuro trabalhar interligando pelo menos duas linguagens, sem esquecer da apreciação e contextualização.

Teresinha - SP

Simone Gomes Valentim Dias

Bom dia!

Meu nome é Simone. Sou Pedagoga e atuo na Prefeitura de São Caetano do Sul - SP no EF I. Atualmente estou cursando o último semestre de Artes Visuais e gostei muito o tema sugerido, pois acredito que isto acrescente muito em minha formação.

Tenho analisado muito o que tenho lido e estudado na licenciatura e traço sempre um paralelo com a realidade tanto do EFI como dos estágios em EFII e Médio que tenho realizado.

A escola onde atuou passou para ensino integral em 2010 ou seja, na parte da manhã ocorrem as oficinas com especialistas (Espanhol, italliano, Artes Cênicas, Artes Plásticas, Música, etc) e à tarde a parte denominada "pedagógica" com a professora polivalente (euzinha rsrsrs).

Estou aguardando pelo menos mais um mês deste início para conversar com os colegas das oficinas principalmente Artes Cênicas, Música e Artes Plásticas. Quero saber como este trabalho está ocorrendo. É algo diferente na própria rede de SCS já que as demais escolas integrais têm suas oficinas na parte da tarde. Se conseguir informações interessantes passarei para os colegas ok?

Abçs

Simone

Julia Maria Gomes De Pinho
Antonio Frank dos Santos escreveu:

O Currículo Escolar de Arte é algo ainda dsperso nos sistemas educacionais de ensino. Mesmo com o avanço dos PCNs de Arte, ainda é pouco prático e estruturado para criação de uma grade curricular em Arte sequenciada e adequada a cada série/turma e às especificidades das Artes Visuais.

Como professor da Rede Estadual de Ensino de São Paulo, afirmo que esta secretaria teve um avanço considerável ao estipular uma grade única e sequenciada, coisa que parecia quase impossível de se constituir e aplicar.

Porém, há de se ressaltar que pessoalmente não concordo com a estruturação estipulada, mas reafirmo que sendo um avanço em prol de uma estruturação qualitativa do currículo e ensino de Arte, merece ser consultada e comentada por todos os arte-educadores preocupados com o Currículo Escolar de Arte.

É válido lembrar que no Estado de São Paulo o ensino de Arte é formatado com a união de todas as linguagens artísticas: visuais, teatro, dança e música, porém é bem nítida a sequência de conteúdos e temas de cada área, sendo sim uma boa referência para quem está buscando modelos para um currículo em Artes Visuais.

O Currículo de Arte do Estado de São Paulo está disponível para consulta no site oficial da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.

Aproveito para lembrar que é imprescindível para a valorização do ensino da Arte, que todos os arte-educadores se unam para a nítida e concreta formatação da grade curricular de Arte de qualidade em toda a Educação Básica no Brasil.


Oi Antonio
Onde exatamente encontro o currículo de Arte no site da Secretaria?
Mirca Izabel Bonano

Caros professores

Boa Tarde!

Sejam bem vindos ao primeiro Fórum de 2010.

O tema proposto pela professora Gilvania é Currículo Escolar em Artes Visuais convidamos para mediar este espaço de discussão o professor Bruno Fischer Dimarch - Graduado em Educação Artística pela Faculdade Mozarteum de São Paulo (2004) e Mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2007). Atualmente compõe a Equipe Técnica Pedagógica de Arte da CENP (Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas) na Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. É pesquisador da subcultura gótica paulista.

Vamos aproveitar este espaço para trocar nossas opiniões, impressões e podermos conhecer o que os professores pensam a respeito dos Currículos em Artes Visuais.

Desejamos contribuir para você socializar as dúvidas e enfrentar os desafios de seu trabalho, partilhando este momento com outros professores e com o nosso mediador convidado.

Os professores que desejarem conhecer o site da  Rede do Saber há um vídeo que o Bruno dirigiu e roteirizou. É uma forma de apoiar o Currículo do Estado de São Paulo lançado em 2008. Basta clicar em “videoteca” e realizar uma busca por “Memória, Preservação e o Patrimônio Artístico do Estado de São Paulo”. Também estão disponíveis as videoconferências de Arte do curso A Rede Aprende com a Rede no site http://www.rededosaber.sp.gov.br/portais/redeaprende2009/Home/Ferramentas/VideoconferênciasDescrição/AcessoàsVCs/ArteVideoconferências/tabid/1181/Default.aspx

Abraço,

Mirca Bonano

Licilea Mafra Dos Santos
eu sou graduada história e em 2009 lecionei a disciplina Arte no ensino médio, tive algumas dificuldades mas tentei cumprir o rool de conteúdos proposto pelo Estado pera esta Disciplina. 
Silvia Christian Alves Viana Araujo

olá a todos,

Sou arte educadora da SEDF, trabalho com crianças e adolecentes   a 13 anos. Procuro trabalhar a historia da arte contextualizando e buscando significado para o fazer artistico dos alunos. Normalmente envolvo as quatro linguagens artisticas, isso é possível buscando um trabalho interdisciplinar  ou de apoio com colegas especializados em música, dança e plasticas, já que minha formação é em artes cênicas com especialização em arte educação.

Vênera A. Martins De Matos

Olá pessoal do fórum! Meu nome é Vênera, sou arte educadora há alguns anos e tenho alguma experiência junto com o curriculum de arte.

Na prefeitura de São Paulo fiz parte do grupo referência onde escrevemos o referencial de artes com a proposta de  leitura e escrita, enfatizando a leitura de imagens como base transformadora de um aluno leitor de mundo. Para quem é de São Paulo e trabalha junto a prefeitura existe uma apostila que mostra um dos caminhos que podemos trilhar na construção do saber artístico do aluno.

Outro trabalho muito bacan e que até hoje me utilizo, é da criação de um eixo de trabalho , com uma porposta por série ( ou ano). Trabalhamos em duas arte educadoras e Anamélia Buono. Este trabalho demorou pelo menos quatro anos, pois ano a ano fomos elaborando o programa de cada série, conforme sentíamos as necessidades de cada uma.

Elaboramos um program onde trabalhamos por temas, e a partir daí, as atividades tiveram como foco esses temas. São eles: 6ºs anos - linha, forma e figura humana; 7ºs. anos cor; 8ºs. anos luz e sombra, e 9ºs. anos perspectiva.

Partindo desses temas, trabalhamos artistas, movimentos , contexto, enfim ...

Espero ter ajudado um pouco, vamos continuar trocando....

Bruno Fischer Dimarch

Olá, querid@s

A Mirca já fez uma apresentação de quem sou, ou sou em parte, ou parte de minha persona.

As postagens estão quentes e, como membro da equipe de Arte da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, fico feliz em ver como o Currículo está mexendo com a rede.

Todavia, não gostaria que este se tornasse o fórum do Currículo de Arte de São Paulo. É uma excelente oportunidade de discutí-lo com alguém da casa e eu me coloco à disposição, mas antes, procurem assistir as videoconferências de Arte do curso A Rede Aprende com a Rede, pois elas esclarecem alguns pontos interessantes sobre assuntos polêmicos como as quatro linguagens e a "polivalência" no ensino de arte (assunto, inclusive, tema do primeiro encontro Pró-AAESP).

Dentre as postagens, podemos observar que os principais assuntos são (além do Currículo de Arte de SP) relacionados à diversidade de linguagens artísticas e aspectos metodológicos. Assuntos que também contribuirão sobre o tema gerador desse fórum. Contudo, o que pensamos sobre o Currículo de Arte?

Que tal aguçarmos algumas inquietações e percepções sobre o tema?

Um grande abraço a todos!

Viviane R. Nikolaus Leal
Estou achando este tema muito importante; sem dúvida temos muito o que discutir e aprender.
Com relação à dica da colega Rosimar, concordo que recebemos os materiais de referência e confesso que li e reli todos os "caderninhos"... (desde 2008 estou com aulas em todas as séries... um desafio!).
Nós professores, até pela formação, conseguimos compreender qual é a proposta mas insisto na questão dos alunos não terem referência para acompanhar o material.
Na faculdade, acompanhamos todo o desenrolar da Arte e chegamos até a “concluir” o sentido da Arte Contemporânea mas, os alunos não conseguem ainda penetrar neste universo.
Em cidades maiores, movimentos de arte contemporânea são comuns mas, no interior, ficamos limitados há poucas obras acadêmicas, quase que exclusivamente visuais.
Viviane R. Nikolaus Leal

olá, Bruno.

Me desculpe ter comentado sobre o Currículo mesmo depois da sua postagem; ela ainda não havia aparecido aqui.

Voltemos ao tema.

Sergio De Abreu
Sou professor da rede Estadual de SP, tenho Dificuldades com a aplicação de um conteudo que possa se estender por pelomenos três anos, mudo muito de escolas, ou seja cada semestre estou em uma realidade diferente.
Mesmo assim de forma precaria consigo integrar as quatro linguagens da arte, minha formação é plasticas,mas fiz um pouco das outras linguagens para dar suporte as minhas aulas.
É a primeira vez que entro neste forum, gostaria antes de discutir o tema uma dica dos colegas, um livro, videos sites que me auxiliem numa sondagem.
um abraço.
Sergio
Bruno Fischer Dimarch

Oi, Viviane.

Você coloca uma questão que gostaria de problematizar: "os alunos não tem referência para acompanhar o material". O que é necessário para os alunos poderem entrar em contato com o tema proposto? É preciso de informação sobre os referenciais?

E, uma curiosidade, por que "caderninhos"?

[]'s

Bruno

Viviane R. Nikolaus Leal escreveu:

Estou achando este tema muito importante; sem dúvida temos muito o que discutir e aprender.
Com relação à dica da colega Rosimar, concordo que recebemos os materiais de referência e confesso que li e reli todos os "caderninhos"... (desde 2008 estou com aulas em todas as séries... um desafio!).
Nós professores, até pela formação, conseguimos compreender qual é a proposta mas insisto na questão dos alunos não terem referência para acompanhar o material.
Na faculdade, acompanhamos todo o desenrolar da Arte e chegamos até a “concluir” o sentido da Arte Contemporânea mas, os alunos não conseguem ainda penetrar neste universo.
Em cidades maiores, movimentos de arte contemporânea são comuns mas, no interior, ficamos limitados há poucas obras acadêmicas, quase que exclusivamente visuais.


Sergio De Abreu
sergio de abreu escreveu:
Sou professor da rede Estadual de SP, tenho Dificuldades com a aplicação de um conteudo que possa se estender por pelomenos três anos, mudo muito de escolas, ou seja cada semestre estou em uma realidade diferente.
Mesmo assim de forma precaria consigo integrar as quatro linguagens da arte, minha formação é plasticas,mas fiz um pouco das outras linguagens para dar suporte as minhas aulas.
É a primeira vez que entro neste forum, gostaria antes de discutir o tema uma dica dos colegas, um livro, videos sites que me auxiliem numa sondagem.
um abraço.
Sergio

Sergio De Abreu
sergio de abreu escreveu:
sergio de abreu escreveu:
Sou professor da rede Estadual de SP, tenho Dificuldades com a aplicação de um conteudo que possa se estender por pelomenos três anos, mudo muito de escolas, ou seja cada semestre estou em uma realidade diferente.
Mesmo assim de forma precaria consigo integrar as quatro linguagens da arte, minha formação é plasticas,mas fiz um pouco das outras linguagens para dar suporte as minhas aulas.
É a primeira vez que entro neste forum, gostaria antes de discutir o tema uma dica dos colegas, um livro, videos sites que me auxiliem numa sondagem.
um abraço.
Sergio


Viviane R. Nikolaus Leal

Quando menciono "referências" quero dizer, principalmente, a questão da evolução da Arte através do tempo... da Arte como reflexo da sociedade.... da materialidade que se transforma...

Os alunos não tem essa visão ampliada que nós temos; eles têm repertório próprio e no interior é complicado ampliar esses limites quando não se tem acesso à cultura que não seja a da televisão, por exemplo. Aqui não nos chegam espetáculos teatrais ou de dança onde arte e público possam interagir.

Nas escolas os materiais dos alunos ficaram conhecidos como "caderninhos"; não são livros...  os alunos os chamam assim... apenas isso.

Para não prejudicar o fórum, agradeço se pudermos trocar mais ideias sobre isso.

vinikolaus@yahoo.com.br

9392 visualizações | 78 respostas Faça login para responder