Forum
Divania Da Costa Rubio
OLÁ, estamos reunidas numa capacitação com nossa ATP especialíssima, DINORÁ, JAHU/SP, é o meu primeiro contato com o arte na escola, estou feliz, conto com vocês para meu enriquecimento e melhoria da qualidade das minhas já boas aulas. bjs. divania.
Katia Regina Buzato
CAROS AMIGOS DO ARTE BR ESTAMOS MUITO ENTUSIASMADAS COM ESSE MARAVILHOSO PROJETO E QUEREMOS LOGO QUE POSSIVEL APLICA-LO COM OS ALUNOS. PRF. KATIA REGINA BUZATO DIRETORIA DE ENSINO DE JAÚ
Valeria Franco Gimenes Moraes
olá, hoje estamos nos cadastrando Valéria e Patrocínia da D.E. Jaú para elaborarmos o projeto com o material arte.br para aumentar o nosso conhecimento com esse material muito enriquecedor para a nossa área, e para que em breve possamos contar com a colaboração da arte na escola.
Iara Maria Gonçalves De Oliveira
Olá!!! Estamos muito contentes com essa nova oportunidade de trabalho podendo trocar experiências com nossos colegas, trazendo maior conhecimento artístico, além de um enriquecimento em nossas aulas. ESTAMOS ADORANDO!!! Iara Maria e Luciana Romão D.E. JAÚ/SP.
Elizabete Lucas Machado
Olá Divania, Kátia, Valéria, Patrocínia, Iara Maria e Luciana. É um grande prazer tê-las aqui conosco participando do fórum. Este pretende ser um ambiente enriquecedor e cheio de perspectivas, para isso precisamos da participação efetiva de pessoas interessadas e envolvidas como vocês. Sua ATP tem sorte!!!! Pelo que percebo, estão tomando contato com o material arte br. Ele realmente é fantástico para o trabalho em sala de aula. Mesmo que no início surjam algumas dúvidas não tenham receio, este é o primeiro passo, gerar dúvidas para que haja crescimento. E nós aqui do Arte na Escola também trabalhamos com ele em sala de aula, vale a pena. Bem, estamos esperando futuros contatos, para esclarecimentos e para relatos do processo de trabalho com o material. Escrevam a qualquer hora, estamos muito empolgadas em participar desse grupo tão especial.Abraços
Vênera A. Martins De Matos
Olá meninas de Jau. Que legal que vocês tem um grupo super motivado. Como disse a Bete , o material artebr é muito rico , é tem como objetivo a pesquisa do professor. Procurem estudá-lo com bastante cuidado. Leiam o caderno que traz a conversa para o professor e os doze passos da metodologia. Partindo daí para os cadernos. Procurem as imagens ou caderno que for mais interessante para o projeto de vocês. Não se esqueçam que para uma melhor apropriação do material é necessário uma leitura consistente, onde abordaremos a descrição, análise e interpretação. Não esqueçam de ter relatos dos alunos duirante o processo, isso enriquecerá o projeto de vocês. Façam muitos registros e publiquem , para socializar as idéias com outros arte educadores. Estaremos sempre aqui plugadas para atendê-las. Escrevam, tragam suas dúvidas, e socializem suas idéias, assim poderemos crescer juntas. Parabéns pela iniciativa do grupo. Espero imagens. Um grande abraço
Maria Rosa Mazza Chiaravalloti
Olá, "meninas" de Jaú, embora as minhas colegas tutoras já tenham respondido para vocês,eu também quero escrever um pouco.É sempre muito bom quando estamos entusiasmados para um trabalho com arte educação,e que bom que vocês gostaram muito do material e estão envolvidas e com vontade!Com certeza quando iniciarem as atividades de "leitura de imagens" com os alunos, vão realizar muitas descobertas.Como a Vênera escreveu eu quero confirmar o quanto é importante ler e verificar o material,investigar com calma os doze passos para a leitura de imagem que o caderno propõe, pois o encaminhamento que está contido nesses passos, assim como as sugestões de atividades foram gerados a partir de uma metodologia muito bem eleborada,e unindo esse referencial com o tato e experiência que cada educador possui, é escolher uma prancha pela imagem, o que ela pode despertar de interesse para determinado grupo de alunos, ou optar pelo tema que cada conjunto de imagens apresenta, enfim, e trabalhar com o material , mesmo que num primeiro momento ainda não se tenha definido um projeto, no decorrer do percurso das atividades, na resposta dos alunos ao material poderão surgir muitas idéias para definição de um projeto. Espero manter contato com vocês, relatem como foi a experiência com o artebr em sala de aula ! com diálogo e trocando figurinhas poderemos aprender muito mais! Beijos a todas vocês
Kamilla Krainer
Ola Monica Kondziolkova , meu nome Kamilla Krainer sou Coordenadora Pedagogica de uma escola na região de Itapecerica da Serra , e estou precisando de uma " mãozinha " a minha professora de Artes foi em uma reunião a uns dias atras na ( DE) e precisava do material " artebr " e infelizmente nos não recebemos , pois não tinhamos Ensino Medio o ano passado foi implantado este ano , sendo assim gostaria de receber o material. O que seria necessario para adquirir o material ? Desde já atenciosamente . Kamilla Krainer email: e902160a@see.sp.gov.br
Eliana Tumolo Dias Leite
Olá Kamila, tudo bem? Quanto ao material que está sendo solicitado, você deverá entrar em Fale Conosco e pedir para a Mônica, provavelmente ela providenciará o envio, pois foi dito em uma das capacitações de Arte para que fosse mandado email fazendo pedido das pastas. Faça seu pedido, ok?
Ana Luiza Bernardo Guimaraes
Olá pessoal, Sou Ana Luiza, professora de Arte em Cândido Mota (EE José dos Santos Almeida, conhecido como Grupinho) da D.E. de Assis. No início do ano letivo, em virtude do centenário da cidade, nossa querida ATP, Brígida, propôs um projeto com o tema CIDADE. Levei a idéia para um grupo específico de alunos, as minhas oitavas séries, pois estes levantavam uma série de questões sobre Arte Contemporânea: suas funções e estranhamentos, o por que do distanciamento do público, etc... após muita discussão, montamos um projeto que se chamou "Linhas e Formas em Cândido Mota", ou "Retalhos de nós" (como o apelidamos!). A estrutura foi mais ou menos esta, dividida em etapas que aconteceram quase que simultaneamente, mas que ajudaram a organizar o trabalho: FASE A - A CIDADE reflexão e produção a partir da análise da pasta Abre as asas sobre nós; desenhos de memória, visitas a espaços símbolos da cidade, fotografias destes locais, desenhos sobre a cidade que temos e a cidade que queremos, carta de intenções sobre o que fazer para melhorar o espaço em que vivemos até a produção final: pinturas que representassem a cidade em suporte de papel grande, mais precisamente em tamanho A1. FASE B - QUAL É O VALOR? QUEM É QUE PAGA PRA GENTE FICAR ASSIM? análise a partir da pasta O outro lado da moeda, discutindo: sociedade, trabalho, consumo, capital, valores humanos, juízos de valor, arte como mercadoria, pessoas como produtos.... essa fase virou a maior polêmica, tivemos até que fazer um debate, dividindo a sala de acordo com os argumentos, e nesse meio foi nascendo e se infiltrando a FASE C - AS PESSOAS DAQUI que questionava a representação do humano na cidade, contextualizado com diferentes retratos, auto-retratos e períodos da História da Arte, em especial com Arte Contempporânea (Claes Oldenburg, Cildo Meirelles, Lígias - Clark e Pape, Oiticica e Leonilson). Decidimos experimentar outros suportes e materiais: o pano e a linha. A idéia central era representar um dos temas do projeto inicial, através de um discurso articulado entre produto e processo.... as aulas se tornaram um verdadeiro vulcão em ebulição: risos, discussões, retalhos daqui, linhas dali, discussões saudáveis, tesouras em um canto, grampeador, agulhas......enfim uma bagunça criativa ! Foi ótimo, a maioria dos alunos teve um envolvimento além do que esperava, me surpreendendo com seus argumentos; transcrevo alguns, acompanhados das imagens em anexo: 1. Camisa listrada: Wesley - " eu usei como referência o Leonilson e a camisa listrada dos judeus, pra falar desse preconceito que a gente ainda tem com as pessoas e tem um botão só, pregado bem no meio, amarrado nesse fundo colorido, que é para gente ter claro do mundo lá fora, a vida e da solidão que nos come por dentro...." 2. Travesseiro de Bat bobo: Bruno Henrique, Luan e Luiz Henrique- "esse travesseirinho foi feito com os retalhos de pano que sobrava dos outros grupos, foi costurado assim com tudo meio solto prá mostrar que as nossas opiniões também mudam, de acordo com o lado que a gente está e que a televisão influencia muito no que a gente pensa..." 3. Touca do Sorriso: Bruno César- "eu achei muito legal aquele trabalho dos panos, o parangolé, que as pessoas vestiam o trabalho do artista e só aí ele ganhava vida...a touca também é pra fazer isso, que as pessoas vistam e saiam dançando, rindo, e daí é que essa touca vai ter utilidade: mudar a vida de alguém por um pouco de tempo....." 4. Vestido de Noiva: Aline Gomes e Monikeli- "esse vestido é todo branco, por que as noivas casam de branco, as que são virgens, e esse vestido está vazio, não tem corpo.... a gente fala dessa ausência do corpo, dessa marca que deixou aí no vestido....cada esse corpo? cadê essa pessoa?" olha, esse sem dúvida foi um trabalho gratificante, pra mim e para eles, enquanto eles falavam, apesar das gozaçoes de alguns colegas da sala, meus olhos se encheram de lágrimas e pude ver, no rostinho de alguns a felicidade pela sua produção.... que delícia é acolher e compartilhar ARTE.
Vênera A. Martins De Matos
Ola´Ana Luiza. Que legal perceber o quanto você esta estimulada com o material. Os depoimentos dos alunos são muito preciosos para você poder avaliar o processo do seu projeto. Achei super interessante o percurso proposto e como foi desenvolvido.Gostaria de ver as imagens dos trabalhos, mande para gente. Tenho algumas dúvidas cm relação ao processo. 1º como foi o processo de leitura das obras? Houveram relatos dos alunos?? Você seguiu os passos da metodologia??? 2º como você lidou com a metodologia?? 3º você retornou à obra depois da execução dos trabalhos. Se sim como foi a reação dos alunos ao se deparar novamente com ela.Fazendo uma análise do percurso do antes e depois 4º Eles se apropriaram da obra?? Espero que você continue assim, motivada e cheia de idéias. Não deixe de publicar os seus projetos para podermos socializar as idéias com outros arte educadores. Mande um super beijo para as meninas de Assis: a Brigida, a Gislene e a Maisa. Estamos com saudades e esperando notícias. Um grande abraço
Eliana Tumolo Dias Leite
Olá Belmira, desculpe o atraso na resposta. Fiquei super feliz em saber que vou receber a fita com o trabalho realizado por vocês. Meu endereço é Rua Sócrates, 625 - apto 34 Bl 3 - Vila Sofia / SP - CEP 046-071. Obrigada pela atenção! Amei a idéia de receber a fita.bjkas
Belmira Amorim Salvador De Paiva
Olá Eliana vou enviar pra vc a fita e cópia das letras das músicas.Nós começamos as Xilgravuras , hoje já imprimimos algumas placas o resultado foi otimo. Usamos uma placa de isopor como base, substitui bem a madeira tem uma textura boa e é barato. Pode aguardar notícias semana que vem. Que bom que vc gostou da idéia da fita.O trabalho todo já foi de todos um pouco, pela participação e empenho. Beijos.
Maria Rosa Mazza Chiaravalloti
Olá Ana Luiza, pela forma como você descreveu o desenvolvimento do trabalho que vêm realizando com os alunos, dá para ter uma noção do quanto envolvente e significativo está sendo este trabalho .Parece que os alunos estão trabalhando bem a questão da construão da imagem, enquanto "linguagem" e suas possibilidades.Fiquei curiosa para saber melhor como foram desenvolvidas as etapas de "leituras" do material artebr, até chegarem nas produções que você descreve. É muito importante a sua participação aqui no forum, continue a escrever,quero saber mais sobre seu projeto de trabalho, seja bem vinda, um grande beijo!
Ana Luiza Bernardo Guimaraes
Olá, meninas..... os beijos para o pessoal de Assis foram todos recebidos e retribuídos.... como os trabalhos dos alunos foram escaneados, as imagens ficaram grandes, portanto vou ter que mandar uma por vez, ok? No relato anterior, escrevi sucintamente o projeto, senão viraria um livro.... agora vou tentar responder as questões colocadas pela Vênera e pela Maria Rosa.... vamos lá.... Segui as etapas do material ARTE BR, passando por essa ordem: 1) OBSERVAR: descrever o que era visto; 2) CONSTRUIR: perceber como a pintura foi feita, que material, que cores, texturas, formas, etc., 3) SENTIR: o que eles sentiam em relação ás imagens, que emoções ou sentimentos elas passavam e por que; construção de um pequeno texto; após toda essa discussão, pedi que escrevessem um textinho (de 5 a 7 linhas) sobre tudo o que poderia ser informado para alguém sobre as obras análisadas; 4) CONHECER: tiveram que buscar informações adicionais sobre a obra, o artista, o momento histórico e político em que foram feitas (essa parte foi um pouco mais difícil, pois pouquíssimos alunos tem acesso a internet, e a biblioteca da escola não tem muitos livros de Arte, só enciclopédias, que acabam trazendo um perfil mais biográfico dos artistas) e 5) IMAGINAR: a produção dos trabalhos: ora releituras, desenhos de observação, esboços para as pinturas, textos (uma espécie de livro do artista, no nosso caso folhas, em que eles foram registrando todas as suas anotações e impressões sobre o projeto). Após essas etapas, nós tivemos um novo contato com as obras estudadas, em que agora que eles tinham um olhar não só de estudante, mas também de "produtores" e acabamos levantando outros pontos de trabalho, principalmente no que se tratava da linguagem plástica e seus elementos formais em comparação com o período que os artistas fizeram e o que agora nós vivenciamos. A parte final do projeto ainda não aconteceu: uma exposição de todos os trabalhos na D.E., por pura falta de tempo minha, envolvida agora em outros projetos com eles, entretanto fizemos uma prévia na sala de aula, em que eles puderam expor suas produções e comentar sobre o todo o processo do projeto. Beijos azuis, aninha ah! vou anexar mais uma foto!
12794 visualizações | 205 respostas Faça login para responder