Sala de Leitura
Monografias e Teses

As Monografias e teses aqui apresentadas são de responsabilidade de seus respectivos autores. O Instituto Arte na Escola propõe sua leitura como fonte de pesquisa e estudo.

Cantando a arte brasileira

Nível: Especialização, 2008
Universidade: Santa Cecília
Sob a orientação do Prof° Ms José Gustavo Sampaio Garcia, “Cantando a Arte Brasileira” foi um trabalho apresentado em dezembro de 2008 como exigência parcial para obtenção do título de Licenciatura Plena em Educação Artística (desenvolvido na Universidade Santa Cecília – UNISANTA. No início, tivemos a necessidade de uma criação própria, vivenciando toda uma produção musical de um cd direcionado ao público infantil. Nele, somente seriam relatadas as etapas de uma produção de um cd: composição, arranjo, gravação, mixagem e trabalho gráfico. Após essa primeira idéia, nos deparamos com a necessidade de criarmos algo inovador, permitindo uma fusão entre música infantil e a Arte Plástica Brasileira. Foi uma forma de aproximar duas linguagens artísticas com harmonia e divertimento. Pesquisando diversos exemplos de trabalhos já existentes, ouvimos várias músicas que nos remeteram a nossa infância e nos pegamos em lembranças marcantes da nossa vida, o que só fez motivar mais ainda o nosso percurso de pesquisa. Com o acesso aos trabalhos discográficos voltados ao público infantil, percebemos quão importante pode ser a música na vida de uma criança e daí surgiu certa inquietação sobre o que as crianças de hoje estão ouvindo e a influência que essas músicas têm para a sua formação. O desfecho deste trabalho foi o surgimento de um cd com oito músicas infantis que falam da Arte Plástica Brasileira e dentre elas, uma que virou uma homenagem a todos os artistas e que propõem um diferencial do que tem sido apresentado na atualidade como cultura de massa. Esclarecer sobre o conceito de infância no passado, presente e futuro relacionado à música infantil e a indústria fonográfica foi uma preocupação. Foi estudado o conceito de infância desde a época medieval, além de toda fase de produção de discos destinados ao público infantil, desde os primeiros discos conhecidos. Esclarecer alguns pontos sobre como a música têm influência na vida da criança, tornou-se para nós uma necessidade. Entendemos que se esclarecêssemos sobre este contexto conseguiríamos produzir um cd infantil gravado com criatividade, qualidade e respeito que a criança merece. A proposta à que aderimos, é de elaborar músicas para um perfil de crianças que temos hoje. Não mais “infantilizada”, não mostrando um mundo fantasioso, mas aproximando a criança do mundo real de cada artista a partir de momentos e sentimentos reais de cada um. Como forma de equilibrar o lado infantil (divertido, de fácil entendimento, interativo, etc.) com o lado intencional (que ensine de alguma forma, que proporcione novas experiências musicais, etc.) este trabalho propõe-se valorizar os artistas plásticos brasileiros no mundo infantil, já que é provável que o acesso contínuo a estes (artistas) é algo ainda remoto no Brasil. Em nossa produção, selecionamos alguns artistas que acreditamos serem interessantes pelas diferentes particularidades quanto ao estilo, material artístico, vida, etc. Baseadas nesta seleção, este trabalho levou-nos a pesquisar sobre cada artista, sua vida, suas obras e nos trouxe uma bagagem de conhecimentos que nos proporcionou interpretá-las ricamente com nossa forma musical, já que foi a isso que nos comprometemos. Apresentamos de forma breve a biografia de cada um, permitindo traçar um elo entre suas vidas e obras com a nossa interpretação e produção musical. Os artistas selecionados para este trabalho são: Tarsila do Amaral, Cândido Portinari, Victor Brecheret, Hélio Oiticica, J. Borges, Regina Silveira e Beatriz Milhazes. Tomando como exemplo o trabalho do selo Palavra Cantada, os trabalhos e a vida dos artistas plásticos brasileiros, as experiências que temos como professoras, como musicistas e nossa força de vontade, esperamos contribuir de algum modo para a conscientização de adultos quanto a música oferecida às crianças e que nossas músicas sirvam de algum modo (na escola, em casa, etc.) para ampliar o repertório musical infantil, nem que seja de uma só criança. Comprometemo-nos em fazer um trabalho tão maior do que o que imaginamos. Nosso trabalho tornou-se paradidático. E se a primeira idéia foi obter apenas um cd infantil, somente no último capítulo que relatamos este objetivo descrevendo todo o processo de gravação de um cd, desde a composição das músicas e arranjos, até a escolha de um estúdio e a gravação do cd com a mixagem, a masterização e a finalização com a composição gráfica da capa do cd. Almejamos com este trabalho, propiciar o arte-educador uma nova abordagem de obras plásticas a partir das nossas músicas. Deixo aqui um convite para que nossa proposta torne-se real para o maior número de crianças. E porque não também adultos? Seguimos todos Cantando a Arte Brasileira.

Comentários Deixe o seu comentário

  • Nenhum comentário foi encontrado para o conteúdo acima.

Deixe o seu comentário

Os campos assinalados com (*) são de preenchimento obrigatório.




Envie sua monografia

Compartilhe o seu conhecimento adquirido durante sua pesquisa.

Faça o login para enviar sua tese

Filtrar monografias e teses

Ver todas as monografias